polaroid-bruno

Bolo de Courgette com lemon curd de limão e lúcia-lima e ganache de chocolate com pistáchios

Ingredientes:

Bolo

250 gramas de courgette com casca
3 ovos grandes biológicos
190ml de óleo vegetal
225 gramas de açúcar amarelo
340 gramas de farinha com fermento
1 colher de chá de bicarbonato de sódio
1 colher de chá de fermento

Lemon curd

2 gemas
1/2 limão (raspa e sumo)
5 folhas de lúcia-lima
60 gramas de açúcar
25 gramas de manteiga

Ganache de chocolate 

100gramas de chocolate preto (70% de cacau)
100 ml de natas

Preparação:

Bolo

Ralar a courgette e reservar num passador, deixando escorrer a maioria da água da courgette. Bater os ovos com o óleo e com o açúcar, até que fique homogéneo. Acrescentar a farinha peneirada, o bicarbonato de sódio e o fermento. Mexer bem com uma vara de arames. Por fim, juntar a courgette escorrida. Misturar tudo muito bem. E levar ao forno aquecido a 180º, numa forma de 22 cm, untada com manteiga e polvilhada com farinha. Cozer aproximadamente 30 minutos até que o bolo esteja firme. Pode-se fazer o teste do palito. Retirar e deixar arrefecer.

Lemon curd

Aquecer o sumo de limão, o açúcar, a manteiga e 5 folhas de lúcia-lima em lume brando, depois do açúcar dissolvido e a manteiga derretida, juntar às duas gemas (batidas). Misturar bem com uma vara de arames e levar a lume baixo até que engrosse com a consistência pretendida. Juntar a raspa de limão, retirar as folhas de lúcia-lima e reservar.

Ganache de chocolate

Aquecer as natas, retirar do lume e juntar o chocolate partido em bocados, deixar derreter mexendo ocasionalmente.

Montagem do bolo

Depois do bolo estar frio, cortar ao meio com uma faca de serra, com cuidado. Rechear com o lemon curd. Colocar a outra metade por cima. Deixar escorrer a ganache de chocolate a partir do centro do bolo. Polvilhar com pistáchios partidos grosseiramente.

Bruno Mourinha

Um nez na cozinha

O que vem primeiro, o gosto ou o cheiro? Com Bruno o cheiro definitivamente. “A parte que eu mais me lembro das comidas são sempre os cheiros. Lembro-me de estar alguns anos sem ir à terra da minha avó, e de chegar lá, sentir os cheiros e relembrar-me de tudo aquilo que lá tinha vivido quando era mais novo.” Um cheiro pode lembrar a infância, um cheiro pode levar-nos até um lugar, e o cheiro pode dizer se o prato que temos à frente está ou não bom de sal. Na cozinha do Bruno, em Leiria, o cheiro comanda tudo, e as ervas aromáticas são os pozinhos de “pirlimpimpim” das magias e experiências do seu laboratório de cheiro que é a cozinha. E por isso o bolo de curgete com lemon curd e infusão de lúcia-lima surge do gosto de inventar e brincar com aromas. “Eu não consigo comer uma coisa que não me cheire bem e não quer dizer que tenha um cheiro bom.

Saiba mais sobre este projeto AQUI:
Partilhar
Facebook Twitter Mais