conceicao-polaroids

Rabanadas da Mãe (Receita para 6 pessoas)

Ingredientes:

250 gr pão de forma fatiado
12 ovos,
1 lt leite,
óleo q.b.


Para cada Calda:
1/5 lt de água,
150 gr de açúcar,
2 cascas de limão
2 paus de canela,
mel q.b.,
2 dl vinho do Porto.

Preparação:

Cortam-se as fatias de pão em 4. Batem-se os ovos com o leite, mistura onde se vão mergulham os quartos de pão. Depois de escorridos, vão a fritar em óleo até alourar. Cada pedaço acabado de fritar é mergulhado na 1ª calda para desengordurar e colocado na travessa que irá servir. Regar as fatias com a segunda calda devidamente temperada.


Calda 1:
Em 1/5 lt água juntar 150 gr de açúcar, 2 cascas de limão, 2 paus de canela, mel q.b., 2 dl de vinho do Porto. Levar ao lume até ganhar ponto de pérola.


Calda 2:
Em 1/5 lt água juntar 150 gr de açúcar, 2 cascas de limão, 2 paus de canela, mel q.b., 2 dl de vinho do Porto. Levar ao lume até ganhar ponto de pérola. Retificar o paladar a gosto com um copo de Ginjinha/Licor de Ginja.

Conceição Pinheiro

Alma Minhota

Dizem que a mulher minhota tem a alma vestida de mangas arregaçadas. Conceição Pinheiro tem esse espírito e muito mais – o sentido de missão moveu-a durante os anos em que esteve em África e, regressada a Portugal, a Vila Verde, casada e com filhos, dedicou-se à valorização da mulher minhota. Foi nessa altura que descobriu a poesia da alma minhota bordada nos Lenços dos Namorados. Conceição arregaçou mais uma vez as mangas e ajudou a fundar a Aliança Artesanal, uma instituição que recuperou a tradição do Lenço, ajudando a dinamizar o trabalho das bordadeiras do Minho. Aos 83 anos, borda o que diz ser o seu último lenço, um de sete lenços que contam a sua vida, um testemunho e uma herança que faz questão de deixar aos vindouros. As “Rabanadas da Mãe” é um receita de festa, da época do Natal, que partilha pela primeira vez fora da família. A receita é o resultado de uma adaptação para fintar os diabetes. A mãe de Conceição era diabética, herança genética de que Conceição não se livrou. Leva, portanto, menos açúcar e mais mel. O toque especial deverá ser dado na segunda calda – um copo de licor de Ginja, não vão as Rabanadas ficar pouco doces!

Saiba mais sobre este projeto AQUI
Partilhar
Facebook Twitter Mais