sofia-polaroids

Perdizes à Conde de Tomar (1 perdiz para cada 2 pessoas)

Ingredientes:

Para cada perdiz:
1 dl Azeite
1 dl de vinho branco bom,
1 colher de sopa de manteiga,
1 colher de sopa de banha,
1 folha de louro
1 cravinho
1 dente de alho
pimenta em grão
sal q.b.
1 fatia de pão duro.

Preparação:

Num tacho de barro com tampa colocam-se os temperos. As perdizes previamente cortadas ao meio são mergulhadas nesse caldo de forma a ficarem nele submersas . Tapa-se o tacho e vão ao lume brando, durante cerca de 2 horas, para coserem lentamente e apurarem. Depois de cozidas retiram-se do tacho para se escorrer a gordura que deverá ser aproveitada para fritar fatias de pão duro. Servem-se as perdizes bem quentes em cima das fatias fritas e regadas com o molho. Podem ser acompanhamentos de couve lombarda estufada, batata frita palha, puré de castanhas ou quartos de marmelo cozidos com um pouco de açúcar.

 

Sofia Pinto da França

Uma Casa, Um Legado

Era uma vez uma rapariguinha magrinha que não gostava de comer e que adorava brincar com os irmãos, atrelada às suas aventuras de rapazes. Essa menina cresceu, viajou, experimentou, aprendeu, e transformou-se numa embaixatriz que representou Portugal e espalhou encantos em países como Indonésia, Angola e Itália. O mundo de Sofia tornou-se maior mas, depois de terminada a missão de representar Portugal, foi para a casa das suas memórias de infância que regressou, a Quinta da Anunciada Velha, em Tomar.

Quis o destino que assim fosse. Os muitos telhados da antiga casa agrícola aguardavam vida nova pela mão de Sofia Pinto da França. Recuperar a quinta e abrir as suas portas tornou-se uma missão de Sofia e António, seu marido. O mundo que viveu nas várias missões diplomáticas acabou por recolher-se a esta casa de família.

A história das perdizes à Conde de Tomar é também herança de família. Bernardo, pai de Sofia e bisneto do Conde de Tomar, deliciava-se com as perdizes em casa dos seus avós. A receita passou de geração, mantendo-se, até há pouco tempo, em segredo na família. Eis aqui revelada!

Saiba mais sobre este projeto AQUI
Partilhar
Facebook Twitter Mais