Header Imagem

Cães Idosos – Geriatria Veterinária


Por: Sara Calisto

Com o avanço da medicina veterinária cada vez mais os nossos melhores amigos duram mais tempo, o que nos leva a lidar com uma população crescente de cães idosos/pacientes geriátricos.

Lidar com estes pacientes é totalmente diferente e é importante que os donos estejam cada vez mais preparados para lidar com os seus seniores.

Quando falamos na geriatria, falamos em problemas como senilidade/disfunção cognitiva, alterações corporais e diminuição das funções fisiológicas, assim como a morte.

O envelhecimento trata-se de um processo fisiológico e multifatorial, que leva inevitavelmente a um declínio das funções dos órgãos e dos tecidos.

Este processo é influenciado por fatores endógenos, como raça, peso, espécie entre outros e fatores exógenos como o estilo de vida, nutrição, exercício, ambiente.

racao
cao

Cuidados Médicos


No que toca aos cuidados médico veterinários, assim como nos humanos, é na idade jovem e na geriátrica que os animais necessitam de controlos mais regulares, por motivos distintos, se no caso dos mais novos devido à primo vacinação, no caso dos seniores para controlo de doenças crónicas e melhorar a qualidade de vida.

É importante fazer-se checkups com mais regularidade e que sejam feitos alguns exames específicos. Tal como análises sanguíneas, exames de imagem (ecocardio, ecografias,..).

Também a anamnese por parte do clínico é fundamental nesta fase, através de questionários que procurem alterações de comportamento, só assim é que o seu veterinário poderá elaborar o plano mais correto para o seu animal.

 

Sinais de Alerta


O dono deverá estar atento a alguns sinais de alerta como:

  • Aparecimento de nódulos ou massas
  • Tosse
  • Dispneia ou alterações respiratórias
  • Alterações gastrointestinais (diarreias, tenesmo,..)
  • Alterações corporais (perda ou ganho de peso)
  • Alterações urinarias (incontinência, alterações de frequência,...)
  • Cansaço e intolerância ao exercício, alterações ortopédicas

Alguns destes sintomas podem ser confundidos com envelhecimento e por isso, é importante procurar o seu médico veterinário a fim de perceber como pode ajudar o seu amigo de longa data.

O diagnóstico é difícil, tornando-se muito importante que os animais geriátricos tenham controlos médicos mais apertados.

O tratamento, passa não pela cura, mas sim por retardar o avanço da doença, assim como, melhorar a qualidade de vida e a sua interação com o dono.

Animais
cao

Síndrome de Disfunção


Fala-se muito em síndrome de disfunção cognitiva em cães, que é uma doença neurodegenerativa do sistema nervoso central que leva ao declínio das funções cognitivas e que em muito se pode assemelhar ao Alzheimer em humanos.

Afeta normalmente cães com mais de 7 anos e os sinais podem ser difíceis de interpretar.

Exemplo:

  • Quadros de ansiedade
  • Alterações de sono
  • Mudanças na atividade
  • Declínio da memória e da aprendizagem
  • Dificuldade na locomoção
  • Alterações na interação social ou até comportamentos involuntários e repetitivos podem ser sinais de SDC.

 

Dicas para melhorar a qualidade de vida


Procurar fazer enriquecimento ambiental, estimulando a função cognitiva é essencial:

  • Brinquedos cognitivos: que levem o seu melhor amigo a trabalhar a função cognitiva através de alimento, odores, sons, etc.
  • Passeios regulares: a fim de evitar a atrofia muscular.
  • Suporte nutricional.
  • Marcadores olfativos e luzes em casa para assinalar os espaços: que reduzem a ansiedade e o medo.
  • Higiene: um animal sujo é um animal que se isola, em algumas fases, pode acontecer casos de incontinência ou perdas e é importante que o animal esteja limpo. Se o nosso cão cheira mal, ou está sujo, inevitavelmente ficará mais isolado e algumas vezes proibido de estar em espaços que seriam normais para ele (como camas, sofás,..), como tal, é importante que este tenha dignidade nos últimos anos de vida. Procure fazer tosquias higiénicas e banhos quando necessário para que o seu animal esteja digno.
  • Comedouros adaptados, degraus para as camas ou sofás: esta é a melhor maneira para o seu amigo manter o seu estilo de vida.
  • Controlo de dor: É importante que o seu companheiro esteja controlado em termos de dor, uma vez que, é esta uma das maiores limitações em quadros mais graves.

 

cao
PARTILHE

LOJA ONLINE

Este Intermarché não dispõe ainda do serviço de loja online.
Por favor indique-nos o seu nome e email para ser notificado logo que o serviço esteja disponível nesta loja.
Ou escolha outra loja online

NEWSLETTER

A ITMP Alimentar, S.A. – NIPC 503 882 003, situada em Lugar do Marrujo, Bugalhos - 2384-004 Alcanena, tratará os seus dados pessoais de forma automática para lhe enviar informações e promoções sobre produtos e serviços Intermarché, cumprindo com o disposto no Regulamento Geral sobre a Proteção de Dados. Os dados serão conservados pelo período em que o Cliente mantiver ativa a sua subscrição da newsletter. O consentimento expresso do Cliente é o fundamento jurídico aplicável à recolha e utilização dos seus dados pessoais para os fins indicados.

Tem o direito de, a qualquer momento e de forma gratuita, exercer os seus direitos de aceder, de atualizar, de retificar, de apagar, de limitação do tratamento, de oposição ao tratamento dos seus dados pessoais e de portabilidade dos mesmos ou de revogar o seu consentimento, devendo, para o efeito, dirigir-se ou enviar correspondência para a morada acima mencionada ou através do e-mail geral@mosqueteiros.com.

Caso deseje fazer uma reclamação sobre a forma como os seus dados pessoais estão a ser processados pela ITMP Alimentar, S.A. pode fazê-lo para a morada acima indicada e, também, para autoridade supervisora (Comissão Nacional de Proteção de Dados – CNPD, Av. D. Carlos I, 134 - 1.º 1200-651 Lisboa, Tel: 351 213928400, Fax: +351 213976832, e-mail: geral@cnpd.pt).

Se consentir o tratamento dos seus dados pessoais para o envio de informações e promoções sobre produtos e serviços Intermarché, clique em "Li e aceito".