Header Imagem
As carraças apresentam grandes perigos

Criamos ligações


Por: Joana Rita Sousa

“Joana, como é que lidas com as adopções dos cães do albergue?”
“Joana, não é difícil ver os cães a ir embora?”
“Joana, e se faço voluntariado e crio uma ligação com um dos cães e ele acaba por ser adoptado?”

Estas são algumas das perguntas que me fazem habitualmente, a propósito do voluntariado com cães, na UPPA – União para a Protecção dos Animais. O que respondo? “Estamos lá para os ver ir embora”.

Sim, vamos criar ligações com alguns dos cães – mais com uns do que com outros. O motivo? É natural termos empatia com um ou outro cão, sobretudo quando nos dedicamos aos passeios. Esse cão com o qual criamos empatia vai passar a ser um dos grandes motivos para o voluntariado. Vamos querer mimar, passear, limpar os cocós, alimentar – e até acompanhar em consultas ao veterinário ou situações clínicas mais delicadas.

A adopção é uma boa notícia


Depois chega a boa notícia: há uma visita para a sua adopção. E o nosso coração vacila, claro: vamos deixar de ter aquela presença no albergue, semana após semana. E o nosso melhor amigo vai ter a oportunidade de estar e viver em família. Afinal, é isso que verdadeiramente queremos, não é?

Estamos lá para os ver ir emboraÉ inevitável criar empatia e laços mais fortes com um ou outro canito. É impossível, creio. Por isso custa vê-los ir embora. Saber que estão bem e felizes é aquilo que nos tranquiliza. Proporcionar a melhor vida possível aos outros cães que ficam - é essa a tarefa que os voluntários têm e assumem, entre lágrimas de alegria pelas adopções felizes e responsáveis.

O autor não escreve segundo o novo Acordo Ortográfico.

há sempre ligações de afecto entre o voluntário e os cães

Outros Artigos da Joana Rita

PARTILHE
Facebook Twitter Mais

LOJA ONLINE

Este Intermarché não dispõe ainda do serviço de loja online.
Por favor indique-nos o seu nome e email para ser notificado logo que o serviço esteja disponível nesta loja.
Ou escolha outra loja online

NEWSLETTER

A ITMP Alimentar, S.A. – NIPC 503 882 003, situada em Lugar do Marrujo, Bugalhos - 2384-004 Alcanena, tratará os seus dados pessoais de forma automática para lhe enviar informações e promoções sobre produtos e serviços Intermarché, cumprindo com o disposto no Regulamento Geral sobre a Proteção de Dados. Os dados serão conservados pelo período em que o Cliente mantiver ativa a sua subscrição da newsletter. O consentimento expresso do Cliente é o fundamento jurídico aplicável à recolha e utilização dos seus dados pessoais para os fins indicados.

Tem o direito de, a qualquer momento e de forma gratuita, exercer os seus direitos de aceder, de atualizar, de retificar, de apagar, de limitação do tratamento, de oposição ao tratamento dos seus dados pessoais e de portabilidade dos mesmos ou de revogar o seu consentimento, devendo, para o efeito, dirigir-se ou enviar correspondência para a morada acima mencionada ou através do e-mail geral@mosqueteiros.com.

Caso deseje fazer uma reclamação sobre a forma como os seus dados pessoais estão a ser processados pela ITMP Alimentar, S.A. pode fazê-lo para a morada acima indicada e, também, para autoridade supervisora (Comissão Nacional de Proteção de Dados – CNPD, Av. D. Carlos I, 134 - 1.º 1200-651 Lisboa, Tel: 351 213928400, Fax: +351 213976832, e-mail: geral@cnpd.pt).

Se consentir o tratamento dos seus dados pessoais para o envio de informações e promoções sobre produtos e serviços Intermarché, clique em "Li e aceito".